Untitled Document ....

JoomlaStats Activation

Boas Festas

    Nunca mais é Natal, pois não? :D     Um Bom Natal e um Próspero Ano Novo são os meus vo...

VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

Passeio a reconhecer o caminho de Santiago pela costa via La Guardia e Baiona.   www...

Eu votava nele Smile

Para grandes problemas, grandes remédios...   www.youtube.com/V-fWN0FmcIU  ...

Substituição de Rolamentos - Montar

Está montada, e não sobraram peças lol A Canyon ES9 de 2007 usa dois tipos de rolamentos. 6 ro...

Passeio na Pasteleira Smile

    Isto está um pouco desorganizado. Nunca cheguei a publicar no Blog a apresentação da Singular ...

  • Boas Festas

    Quinta, 22 Dezembro 2011 10:50
  • VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

    Terça, 30 Agosto 2011 13:30
  • Eu votava nele Smile

    Quinta, 04 Agosto 2011 09:25
  • Substituição de Rolamentos - Montar

    Quinta, 07 Julho 2011 13:03
  • Passeio na Pasteleira Smile

    Terça, 05 Julho 2011 22:37

Ter

06

Jan

2009

TheMiner 1.0 - DIY luz para capacete Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Bravellir   
AddThis Social Bookmark Button

 

 


DIY: Luz para capacete

 

Clique para Ampliar

ou.. Theminer 1.0

 


Nas minhas deabulações pela web, fui encontrando aqui e ali pequenos relatos de quem tinha construído luzes com leds e andava curioso para experimentar.
Por indicação de outro bttista, descobri a loja online Dealextreme com preços muito interessantes e que tinha conjuntos já pré montados.
Isso deu inicio ao projecto. Não estava com vontade de atacar a questão de conjugar leds com controladores e epoxys e essas coisas. A oportunidade de adquirir o modulo completo fez-me meter mãos á obra.

 

Como tenho já um kit de luzes da Sigma para o guiador, só estou mesmo á procura de uma solução para o capacete.

O máximo brilho não é importante. O mais importante é o peso, tamanho e autonomia.

Mal recebi as lanternas ( 2,5 semanas para chegarem do oriente ) deitei mãos á obra e fui pesquisando, juntando e experimentando com materiais até chegar a isto:


Material necessário:

 

* Peça de canalização de jardim (Leroy)

* Restos de tubo

* Anilhas

* Resto de caixa de PC

* Régua plástico (Leroy)

* Mais restos de tubo

* Interruptor (Aquário)

* Fichas DC (Aquário)

* Fita isoladora (Leroy)

* Bateria Li-ion (Dealextreme)

* Lanterna (Dealextreme)

* Carregador para bateria (Dealextreme)

 

Total estimado:

0,6 €

0,0 €

0,0 €

0,0 €

2,5 €

0,0 €

0,6 €

0,7 €

1,0 €

3,0 €

15 €

7,0 €

 

30.4 €

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

O foco:

O coração do foco é um módulo de uma lanterna que comprei na Dealextreme. O preço é muito baixo e supostamente a luz e autonomia são excelentes.
Desta vez comprei a lanterna completa, mas vendem o módulo isolado e sempre se poupa uns euros.
Segundo a loja o led é um Cree XR-E Q5-WC, capaz de debitar 230 lúmens alimentado a 7.2 v .

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar


Porque é um foco de capacete, porque nesta primeira versão não quero problemas de aquecimento e porque quero mais que as 3 horas de autonomia que anunciam, optei por utilizar apenas uma bateria de 3,6 v. Isto faz com que a luz emitida seja muito inferior aos 230 lúmens, mas dura mais de 8 horas e não aquece nem um bocado.

Em termos de brilho, ultrapassa com facilidade a minha velhinha Sigma Evo de 5W e não fica nada a perder para as Sigma Powerled.

 

Clique para Ampliar

Para construir o foco, utilizei uma peça de rega de jardim. O diametro na parte da frente é perfeito e no resto é adaptável.

Comecei por cortar o excesso de tubo na tampa que leva a lente e depois alarguei o interior da base até ter largura para entrar o módulo do LED e o conjunto de contactos.

O fundo foi furado e passei por ai um cabo recuperado de um transformador velho. Este ponto foi selado com cola para tornar a lanterna o mais resistente à água possível.


O ponto de contacto entre as molas do módulo e os fios foi atribulada e ainda não estou satisfeito. Podia ter pura e simplesmente soldado os fios ao módulo ou às molas, mas queria que o módulo fosse fácil de remover.
Acabei por criar um pequeno conjunto de contactos, com a forma de um chapéu. A parte superior é uma anilha de metal com um fio soldado, onde apoia a mola mais larga. Depois tem um pequeno pedaço de tubo plástico que serve de isolador.
Finalmente, em baixo está um pequeno pedaço de chapa onde soldei o outro fio e onde apoia a outra mola do módulo.
Também não tirei fotos desta parte, mas na foto dá para ver como foi feito.
Funciona bem, mas move-se um pouco quando se desmonta. Tenho de arranjar outra maneira mais prática e segura.
Clique para Ampliar

 

Para a parte da lente não compliquei. Cortei um pedaço redondo de plástico de uma caixa de CD e arranjei duas anilhas de borracha de vedação de torneira. Ao enroscar o conjunto todo, as anilhas com a pressão vedam a lanterna ( espero eu Laughing).

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

 


O suporte para o capacete:

 

Andei a magicar um bocado por causa do suporte. No fim, a solução foi tão simples. ..Por acaso estava um pedaço de tubo em cima da mesa e ao pousar o capacete o tubo encaixou na ranhura. Eureka. A partir daqui foi fácil.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar


Cortei o tubo e fiz duas ranhuras. Cortei um pedaço da régua de plástico e passei e colei nas ranhuras.
Passei um pedaço de elástico preto por dentro do tubo e utilizei as fivelas de plástico de um velho capacete para prender o conjunto.

Parecia perfeito, mas detectei logo que o elástico ao sair pelos extremos do tubo fazia com que o suporte se inclinasse.
Acabei por fazer duas ranhuras laterais mais finas por onde passei o elástico.


Fiz uma saída com este sistema e descobri que ainda não era suficiente. Mesmo com a nova colocação dos elásticos, o suporte com a vibração tinha tendência a tombar.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Colei dois pequenos batentes dos dois lados do tubo. Estou convencido que vão evitar que ele rode. Na próxima 5ª feira logo vejo.

 

Clique para Ampliar

 

A abraçadeira do suporte foi outro ovo de Colombo. Tinha encontrado uma abraçadeira de canalização em metal que dava na perfeição como podem ver em algumas das fotos. Mas eu não queria mesmo usar metal e muito menos ter pontas mais salientes no conjunto. No caso de queda quero evitar ao máximo os riscos e por isso não estava satisfeito.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Acabei por me lembrar de pegar numa tira da régua de plástico e a dobrar ao calor até envolver o foco. Utilizei um parafuso de avanço e uma pequena porca de chapa do outro lado. Ficou muito mais simples e acho que mais seguro. ( apesar do parafuso e porca )

 

 

A bateria:

 

Clique para Ampliar

A bateria, comprada no mesmo site em packs de duas por menos de 7 euros com portes incluídos, é Li-ion de 3,7v e 2400 mAh. É protegida e ridiculamente leve e pequena. Nesta primeira versão, utilizei apenas uma.
Decidi colocar o botão directamente na bateria uma vez que a tenciono levar presa com velcro na alça do Camelback.

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar


Mais uma vez não tenho fotos, mas o que fiz, foi soldar directamente a bateria a um interruptor e a um conector fêmea. Envolvi o conjunto em duas metades de um tubo e soldei o fio que fecha o circuito.
Envolvi e selei bem tudo em fita isoladora e tive o cuidado de colocar um pedaço de fio de nylon para o velcro prender e não escorregar.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

A tapar o interruptor e para tentar manter tudo á prova de água, a solução não podia ser mais simples. Cortei um dedo de uma luva de borracha e prendi com a mesma fita isoladora.
Para proteger do lado oposto, onde entra o fio que vem do foco usei o mesmo método. Outro dedo de luva Laughing

 

 

Clique para Ampliar


Não tenho certeza que resista a algo mais que uma chuva mediana, mas como eu visto o impermeável sempre por cima do Camelback, acho que não vai haver problema.
Finalmente cosi uma tira de velcro que envolve a alça do Camelbak e mantém a bateria na vertical mesmo junto ao peito. Confortável, discreto e prático.

 

 

O carregador:


Comprei ainda na mesma loja online um carregador ( carrega vários tipos de baterias ) por cerca de 9 euros.
Como soldei a bateria dentro do invólucro era impossível tirar e colocar no carregador, por isso, soldei o fio internamente no carregador e coloquei um conector igual ao do foco. Assim é fácil recarregar a bateria.
O carregador não é nada rápido. Não medi exactamente mas acho que demora perto de 8 horas a carregar a bateria.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Não tenho pressa Cool. Além disso não aquece quase nada. Mesmo assim, e apesar de a bateria ser protegida, não o deixo ligado quando não estou por perto. Este material sem marca é barato mas o controle de qualidade LOL


Vou agora fazer umas saídas com as luzes e se possível coloco depois umas fotos de comparação.

 

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Conclusão:

 

Com pouco mais de 40 km feitos o que se pode dizer....

 

Peso: Tudo por 200 Grs.
Tamanho: Pequena e discreta. O que incomoda mais é o fio mas é o preço a pagar por não colocar a bateria no capacete.
Brilho: Luz suficiente e sempre apontada em frente. Dá muito mais segurança nos trilhos.
Complementa-se perfeitamente com a Sigma Evo no guiador. Para ser a única é pouco. Era preciso dois conjuntos destes. Um no guiador e outro no capacete.
Autonomia: Excelente. 8 horas.
Instalação: Rápida. Uma fivela e uma tira de velcro. Muito fácil.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Com a utilização irei dando mais informações, especialmente no que diz respeito a fiabilidade e resistência à água.

 

 

Bons nocturnos Wink

Bravellir



Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

 

 
Comentários (3)
Do melhor
1 Quarta, 07 Janeiro 2009 21:05
José Alberto
Que trabalheira amigo, tenho a certeza que foi isso que te moveu a fazê-lo

Um grande abraço

Excelente trabalho
2 Quarta, 07 Janeiro 2009 22:25
Silvio Barbosa
Ja estou arrependido de ter comprado as minhas Powerled.

Cavadas bikes no seu melhor Very Happy 

Um abraço
Muito bem!!!
3 Quarta, 07 Janeiro 2009 23:52
André Ginho
Fantástico.
Eu tenho o meu projecto em stand by há já algum tempo. Tem 3 leds da Seoul de 240lm a 1000mA. Já liguei a fiarada só para testar e aquilo dá luz... oh se dá.
Agora depois de ver este belo projecto deu-me ânimo para voltar a pegar, e terminar o meu também.
Obrigado pela partilha.

Abraço

Adicione o seu comentário

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_CHONEHSMILEYS_EISHSMILEYS_HAMMERSMILEYS_CLAPSMILEYS_ROTFLSMILEYS_YEAHSMILEYS_ZEZUSSMILEYS_NO1SMILEYS_CADEIRADASMILEYS_SORRYSMILEYS_EXACTOSMILEYS_PALHACOSMILEYS_PALHACO1SMILEYS_PALHACO2SMILEYS_PALHACO3
O seu nome:
Título:
Comentário:
  A palavra para verificação. Apenas caracteres minúsculos e sem espaços.
Verificação: