Untitled Document ....

JoomlaStats Activation

Boas Festas

    Nunca mais é Natal, pois não? :D     Um Bom Natal e um Próspero Ano Novo são os meus vo...

VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

Passeio a reconhecer o caminho de Santiago pela costa via La Guardia e Baiona.   www...

Eu votava nele Smile

Para grandes problemas, grandes remédios...   www.youtube.com/V-fWN0FmcIU  ...

Substituição de Rolamentos - Montar

Está montada, e não sobraram peças lol A Canyon ES9 de 2007 usa dois tipos de rolamentos. 6 ro...

Passeio na Pasteleira Smile

    Isto está um pouco desorganizado. Nunca cheguei a publicar no Blog a apresentação da Singular ...

  • Boas Festas

    Quinta, 22 Dezembro 2011 10:50
  • VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

    Terça, 30 Agosto 2011 13:30
  • Eu votava nele Smile

    Quinta, 04 Agosto 2011 09:25
  • Substituição de Rolamentos - Montar

    Quinta, 07 Julho 2011 13:03
  • Passeio na Pasteleira Smile

    Terça, 05 Julho 2011 22:37

Dom

13

Jan

2008

Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Bravellir   
AddThis Social Bookmark Button

 

 

A vida não é só preto e branco. Ou pelo menos não devia ser. Tem muitas cores e muitos tons. É demasiado variada para se ficar preso a uma coisa , um sitio ou a uma maneira de fazer as coisas. Adoro pedalar em grupo, isso nem se discute, mas há muito tempo atrás descobri o que mais tarde se tornou mais que uma opção, quase uma necessidade. Pedalar só. Só eu, só silêncio, só btt, só natureza, só independência, só a minha respiração, só com as minhas manias, só com as minhas opções e só com as minhas responsabilidades. Só.

 

Clique para Ampliar

 

Como do ar que respiro ou da água que bebo, por vezes necessito da solidão, do silêncio, da aventura de descobrir na mais pura das autonomias, os trilhos que por esses montes se escondem.
Esta semana as luzes vermelhas dispararam todas. Precisava da minha "dose". E não sei porquê, nestas alturas apenas um sitio parece o ideal. Vila Praia de Âncora.

 

Clique para Ampliar

A necessidade era grande, por isso, sábado de manhã às 8:00 já estava no café a abastecer o bandulho e a mochila.
A escolha do destino não era inicialmente o mais importante e acabei sem pensar muito nisso em apontar a roda da frente para Viana. Desta vez a Serra da Arga ia ficar a rir-se de mim lá do alto. Mas não vai ser por muito tempo :D

 

Clique para Ampliar

 

Durante um dos últimos reconhecimentos para os Borlius de VPA, descobri por acaso umas marcações nas pontes do rio Âncora que só podem ser do Caminho de Santiago da costa. Desde essa altura que fiquei com a vontade de descobrir este troço entre Viana e a fronteira. Ia começar hoje.

 

Clique para Ampliar

 

Por isso, os primeiros 25 km foram o habitual percurso para Viana. O mais junto ao mar possível. Trilhos com algum empredrado ou muito godo, e os divertidos singles nas matas da Gelfa e de Carreço para desenjoar. Mais um pequeno single descoberto para juntar à colecção e um pouco de "salero" de uma pequena descida a obrigar a descer o selim e a rezar para que os pneus se agarrassem às pedras molhadas como lapas.

 

Clique para Ampliar

 

Foi um troço rápido e plano. O barulho ritmado dos godos, o som do vento, a mordedura do frio e a suave reclamação dos músculos, acompanhados pela paisagem de um mar de inverno,fizeram com que deslizasse para um genero de sonho acordado. Mente limpa, apenas o ressoar do batimento do coração.

 

Clique para Ampliar

 

Já depois da visita da praxe ao fim do molhe em Viana, enquanto comia o "reforço" ainda perguntei sem sucesso a quem passava se sabia onde começavam as marcações do Caminho.

 

Clique para Ampliar

 

Fui subindo a encosta por estrada para logo encontrar as ditas setas amarelas. Daí para a frente, foi uma brincadeira segui-las. O caminho está muito bem marcado.

 

Clique para Ampliar

 

Na primeira parte, até pouco antes de Carreço, é maioritariamente em caminhos empredradas pelo meio do casarío.

 

Clique para Ampliar

 

Entre Carreço e Paçó, o caminho passa por zonas muito bonitas. Paisagens rurais que parecem tiradas de ilustrações antigas. Calçadas antiquíssimas entre muros de pedra carregados de musgo dos antigos solares minhotos.

 

Clique para Ampliar

 

Depois de Paçó e até Ancora, o caminho sobe um pouco pelas matas até à Cividade, num misto de calçada e terra, para depois descer e atravessar o rio Âncora junto da tal marca que começou tudo.
Aqui abandonei a aventura para o dia. Tenciono agora seguir de Âncora para a frente, pelo menos até á fronteira, e depois publicar o track completo.

 

Clique para Ampliar

 

As luzes estão todas apagadas. Estou curado :D. Sinto-me em paz comigo e com os outros. O tempo para estar só, terminado. Agora ansiava por me sentar a saborar as delícias de um almoço num certo restaurante de Caminha. Mas isso já é outra história. E com companhia Wink

Abraço,

 

Clique para Ampliar

 

P.S. Galeria Completa...


 

Publicado originalmente no forumbtt.net

 

 

Adicione o seu comentário

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_CHONEHSMILEYS_EISHSMILEYS_HAMMERSMILEYS_CLAPSMILEYS_ROTFLSMILEYS_YEAHSMILEYS_ZEZUSSMILEYS_NO1SMILEYS_CADEIRADASMILEYS_SORRYSMILEYS_EXACTOSMILEYS_PALHACOSMILEYS_PALHACO1SMILEYS_PALHACO2SMILEYS_PALHACO3
O seu nome:
Título:
Comentário:
  A palavra para verificação. Apenas caracteres minúsculos e sem espaços.
Verificação: