Untitled Document ....

JoomlaStats Activation

Boas Festas

    Nunca mais é Natal, pois não? :D     Um Bom Natal e um Próspero Ano Novo são os meus vo...

VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

Passeio a reconhecer o caminho de Santiago pela costa via La Guardia e Baiona.   www...

Eu votava nele Smile

Para grandes problemas, grandes remédios...   www.youtube.com/V-fWN0FmcIU  ...

Substituição de Rolamentos - Montar

Está montada, e não sobraram peças lol A Canyon ES9 de 2007 usa dois tipos de rolamentos. 6 ro...

Passeio na Pasteleira Smile

    Isto está um pouco desorganizado. Nunca cheguei a publicar no Blog a apresentação da Singular ...

  • Boas Festas

    Quinta, 22 Dezembro 2011 10:50
  • VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

    Terça, 30 Agosto 2011 13:30
  • Eu votava nele Smile

    Quinta, 04 Agosto 2011 09:25
  • Substituição de Rolamentos - Montar

    Quinta, 07 Julho 2011 13:03
  • Passeio na Pasteleira Smile

    Terça, 05 Julho 2011 22:37

Seg

08

Dez

2008

Gerês em Dezembro
Escrito por Bravellir   
AddThis Social Bookmark Button

 

 

 

Clique para Ampliar

Estava eu muito descansado em Vila Praia a curtir a chuva ( e neve Surprised ) que nos tem visitado nestes últimos fins de semana, já a pensar que ia levar o ferrinho de volta para casa sem lhe molhar os pneus, quando recebi a noticia que no Gerês o sol espreitava.

 

Clique para Ampliar


E nem de propósito. Esta melancolia que vêm com o tempo chuvoso, esta coisa que me faz espreguiçar como um gato preguiçoso e indolente do lado certo de uma vidraça. Esta coisa tem de acabar Mr. Green Já chega de ronronar. De ficar a ver o tempo passar.

 

Clique para Ampliar


O Manel chamou. As paisagens estão ali mesmo á mão. Desde que fiz o passeio da Canyon este ano que fiquei vidrado naquelas serranias e vales. Alimento para a alma, é o que é. Mal posso esperar.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar


Cheguei cedo. Nada mexe. Já na parte final da viagem de carro, e enquanto desço para a Caniçada, posso ver as zonas mais baixas cobertas por uma névoa teimosa que rola pelas encostas abaixo e parece querer resistir a este Sol de inverno que se esforça timidamente por trazer algum calor. Parece que apanhei o mundo inteiro ainda a acordar. Sinto-me quase como um intruso que perturba a paz da alvorada.

 

O Manel junta-se a nós e começamos a preparar o equipamento. Afinal hoje não vamos poder ir até ás Sombras. Temos de estar de volta ás 12:00, pelo que temos de arrancar daqui da Vila em vez da Portela do Homem como tinha planeado.
Por sorte meti mais uns quantos tracks no GPS por isso escolho um á sorte e lá vamos nós.

Começamos por subir a encosta por uma estrada de alcatrão. A inclinação é grande e os músculos estão frios. Lá vamos subindo entre o ruído das cascatas que trazem as águas lá do alto da encosta e a paisagem sobre as casas da vila que vão diminuindo, devagar, enquanto subimos.

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar
Corri um risco. Recentemente troquei o selim do ferrinho. Meti um Charge Spoon castanho. Ainda não o tinha experimentado e vim para aqui sem saber como se ia comportar em termos de conforto. Comecei a ficar preocupado. Estava a sentir algumas dores logo no início. Não é bom sinal, mas não há nada a fazer...Frown

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Ao fim de uns minutos, o track vira para a encosta e trepa por um estradão em terra com uma inclinação brutal. Hesitamos... Seguimos a estrada até ao alto, ou seguimos o track? O Manel diz que não trouxe pneus de estrada. Eu penso que não trouxe as cordas de alpinismo, Mr. Greenmas com a vaga esperança de que a inclinação baixe depois da curva, lá fomos mais á mão que a pedalar - subindo. Depois da 4 curva, Yell as esperanças de que a subida acalme esfumam-se mas agora também já dá pena voltar atrás. Cheguei á conclusão que provavelmente estamos a fazer este track no sentido errado. Isto a descer é que deve ser. Cool

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar


Mas a paisagem!!! A cada passo me esgoto mas a cada olhar me revitalizo. Foi para isto que vim. Para encher os olhos com este espaço, para encher os pulmões com este ar , frio, limpo, raro.
No meio destes devaneios, de muitas maldições, e umas quantas pedaladas, lá chegamos ao topo. Tínhamos gasto uma grande parte do tempo disponível a subir.
No topo, vamos seguindo os trilhos que aparecem, uns que descem para o lado errado, outros que acabam sem saída.

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 


Entretanto, a meio de uma ligeira descida, escorrego no selim.. Pois... deixou de doer completamente. De tal maneira que me esqueci dele. Muito confortável. Mas não deixa de ser curioso doer no início e depois deixar de doer... Quanto ao conforto, vou ter de fazer mais uns quilómetros valentes para ter a certeza. Se ao fim de 40 km ele se mostrar assim confortável, não me importo nada que incomode nos primeiros km. Mas é escorregadio. A lycra desliza pela pele sintética como se estivesse oleada. Será que com o desgaste fica menos escorregadio?? A ver vamos..

 

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 

Exploramos um pouco. Mas pouco depois tomamos a estrada que desce de volta á Vila. É uma longa descida. Passamos por cima da Caniçada. A névoa resiste ainda e os montes parecem o pêlo molhado de um cão a fumegar ligeiramente ao calor do Sol. Um barco abre um rasto albufeira acima. A paisagem é estonteante.

 

Clique para Ampliar


Apanhamos um bttista que acaba de subir de S.Bento da Porta Aberta pela outra encosta. Procurava um trilho que o levasse de volta a Rio Caldo e a S.Bento. Não pude ser de grande ajuda porque conheço mal a zona. Continuamos a descida enquanto ele ficou a aguardar os amigos que subiam ainda.

Um pouco mais e estávamos de volta aos carros. Eram 12:00, mais minuto menos minuto. Foram poucos quilómetros, muita estrada em pouco mais de duas horas, mas, mesmo assim, foi memorável. Memorável como só o Gerês sabe ser.

Um grande abraço ao Manuel Soares, por me arrancar á preguiça e pela companhia e paciência nos trilhos.

Boas pedaladas,
Bravellir

 

Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar

 
Comentários (5)
Dá gosto!
1 Quarta, 10 Dezembro 2008 11:51
Frederico Nunes
Dá gosto ler os teus relatos!

Um abraço virtual, com muita pedalada!
Fred AkA Froids
foi pena ter de ser assim
2 Quarta, 10 Dezembro 2008 21:57
manel soares
boas
quando quiseres é so dar um toque e vamos acabar o que mal começamos.
nao gosto de deixar as coisas a meio,temos de marcar nova data,
de certeza que vamos disfrutar de um bom dia ali aquilo é LINDO
abraços SMILEYS_PALHACO SMILEYS_CADEIRADA
Parabéns!!!
3 Quinta, 11 Dezembro 2008 11:49
Nuno (satch)
Boas Bravellir,

Parabéns pelo site! Está excelente!!
A minha visita é regular e estou sempre à espera de novidades!!

Abraço!
Mais um ??
4 Quinta, 11 Dezembro 2008 17:11
José Alberto Silva
Belas fotos Mr. Green Mr. Green e mais um excelente relato SMILEYS_YEAH

Um abraço aos dois
Isso N-Ã-O S-E F-A-Z
5 Quarta, 07 Janeiro 2009 09:08
José Carlos
A partir de hoje vou chamar-te Mau...vício! Tu sabes que por estes lados não há disso, mas mesmo assim insistes em fazer inveja ao pessoal. Razz

Manda mais Wink

Abraços

Adicione o seu comentário

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_CHONEHSMILEYS_EISHSMILEYS_HAMMERSMILEYS_CLAPSMILEYS_ROTFLSMILEYS_YEAHSMILEYS_ZEZUSSMILEYS_NO1SMILEYS_CADEIRADASMILEYS_SORRYSMILEYS_EXACTOSMILEYS_PALHACOSMILEYS_PALHACO1SMILEYS_PALHACO2SMILEYS_PALHACO3
O seu nome:
Título:
Comentário:
  A palavra para verificação. Apenas caracteres minúsculos e sem espaços.
Verificação: