Untitled Document ....

JoomlaStats Activation

Boas Festas

    Nunca mais é Natal, pois não? :D     Um Bom Natal e um Próspero Ano Novo são os meus vo...

VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

Passeio a reconhecer o caminho de Santiago pela costa via La Guardia e Baiona.   www...

Eu votava nele Smile

Para grandes problemas, grandes remédios...   www.youtube.com/V-fWN0FmcIU  ...

Substituição de Rolamentos - Montar

Está montada, e não sobraram peças lol A Canyon ES9 de 2007 usa dois tipos de rolamentos. 6 ro...

Passeio na Pasteleira Smile

    Isto está um pouco desorganizado. Nunca cheguei a publicar no Blog a apresentação da Singular ...

  • Boas Festas

    Quinta, 22 Dezembro 2011 10:50
  • VPA-La Guardia-Oia-St. Tecla

    Terça, 30 Agosto 2011 13:30
  • Eu votava nele Smile

    Quinta, 04 Agosto 2011 09:25
  • Substituição de Rolamentos - Montar

    Quinta, 07 Julho 2011 13:03
  • Passeio na Pasteleira Smile

    Terça, 05 Julho 2011 22:37

07

Jul

2007

Srª do Minho "On The Rocks" - Episódio 1
Escrito por Bravellir e Gonber   
AddThis Social Bookmark Button

 

Desde as minha primeiras deambulações pelas serras de entre Vila Praia de Ancora e Caminha, que a serra da Arga e a Srª do Minho eram como que um íman para o meu olhar e para as minhas ambições. Um dia.... pensava eu.. esse dia chegou... hoje Twisted Evil

 

Clique para Ampliar

Desenhei um trilho com o Google muito pouco ambicioso e com bastante estrada que circundava completamente a Serra da Arga. Começava em Dem, em frente do café das já famosas sandes de presunto, e passava em sº João da Arga, Arga de Baixo e Arga de Cima para passar por Montaria e terminar de novo em Dem.

Clique para Ampliar

Eu sabia que existiam trilhos que subiam à Srª do Minho, e segundo me foi dito esses trilhos eram bem "durinhos", mas subir por estrada não era na minha opinião a melhor maneira de atingir uma meta. Por isso, e só para o caso da vontade ser maior que o juízo SMILEYS_CHONEH, carreguei um track dos Rampinhas que trepava ao posto de vigia por cima de Dem, um track do Stress Off que descia da Srª do Minho até VPA, e outro track dos Rampinhas que subia á Srª do Minho por estrada e descia por trilho até Montaria, via Arga de Cima e Cerquido.

 

Acordei cheio de vontade de me atirar a mais uma paisagem desconhecida. Ainda antes das 9, estava em Dem. Tomei o cafézinho enquanto esperava pelo Gonber que me ia fazer companhia nesta aventura. Ele chegou bem ofegante porque veio a pedalar desde Caminha e rapidamente nos atiramos ao trilho. Gonber: Sair 20 minutos depois da hora que tinha achado conveniente e ainda conseguir cumprir o horário é obra! Twisted Evil)

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

O inicio do track é simpático. Começa imediatamente a subir ainda pelos empredrados de Dem, mas muito rápido e logo a seguir a uma fábrica de volantes de automóvel Shocked entramos em terra e continuamos a subir até uma linha de água. Ai existem dois caminhos possíveis, um pela esquerda junto a um poço em cimento e outro pela direita que apanha uma calçada que pelo tamanho da pedra e pelo maus estado presumo que seja romana. Tomamos esta claro SMILEYS_CHONEH. Dois metros e o mato cerrado e as pedras obrigavam a desmontar. (Gonber: Não só a desmontar como andar a fazer equilibrismo conjungando o rider com a bike, que não passavam ao mesmo tempo em tão estreito caminho, e os fantásticos spd que nestas alturas dão sempre um jeito bestial!)

 

Clique para Ampliar

Mas mesmo assim é um troço muito curto e que desemboca num trilho florido de urze. Mais um bocado e estavamos em Arga de S.João. e árvores com sombra, nicles... Aqui, na estrada de asfalto, mesmo antes da aldeia, existia uma alternativa no track por terra que contornava a aldeia. Sempre no espirito de fugir ao asfalto metemos por esse trilhos. Rápidamente descobrimos que era o seguimento da calçada. Aqui o mato ainda era mais fechado, a pedra ainda maior e o declive ainda mais acentuado. Verdadeiros drops. e nós a subir.... Acabamos por fazer 75% deste trilho com as bikes ás costas e a praguejar contra o mato.
Quem quiser seguir o track, aconselho a fazer este bocado por estrada.

Clique para Ampliar

A presença desta calçada, e o martírio de pedalar sobre pedra com cerca de 15 cms, começava a ser demasiado constante e a deixar marcas, mas nós reflectimos sobre isso??? Óbvio que não.... Mal tínhamos entrado na estrada a seguir a Arga de Sº João e estava na hora de decidir.

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

Seguir o meu track original e seguir por estrada ou entrar no track dos Rampinhas e subir ao posto de vigia??


Eu estava um bocado apreensivo porque este track dos rampinhas era ao contrário. Ou seja, íamos subir por onde eles desceram. O que eu tinha visto nos gráficos de altimetria também não era muito tranquilizador. Mas a imagem daquela torre branca a reluzir no topo da serra estava sempre nos meus olhos e ao gonber não à nada que o assuste, por isso tomamos o trilho.

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

De inicio até prometia mas de repente chegamos a um cruzamento e em frente era a tal calçada [s]f#%@£§[/s] macaca outra vez "#$%&.


Não vou usar o termo f o d i d a porque o software do fórum não deixa por isso vou usar macaca. Já sabem macaca = f#%@£§. Mr. Green

 

Verifiquei o gps, e felizmente enganei-me :D metemos pela esquerda. Lá fomos subindo o trilho, todos contentes por termos escapado à calçada macaca Mr. Green quando mais acima vemos a calçada a juntar-se ao trilho e pelo gps , o trilho a seguir era mesmo a calçada Shocked

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar


Fomos trepando pela penedia ora de bike, ora a pé. As paisagens aqui já eram de perder o fôlego, isto se o tivéssemos porque as pedras macacas da calçada à muito que o tinham levado.

 

Clique para Ampliar

 

Gonber: Eh pá deixa-me comer e deixar o tempo passar a ver se os calhaus se arredondam um bocado!

 

Clique para Ampliar

 

Mais uns metros acima, o trilho nivela, a calçada desaparece e desembocamos no estradão recentemente aberto que dá acesso até à torre de vigia. Chegar lá acima foi brincadeira comparado com o trilho anterior. (Gonber: Uma verdadeira auto-estrada quando comparado com os degraus que tínhamos acabado de trilhar!)

 

Vale a pena. A vista é soberba. Desde Viana até Caminha e Sª Tecla. Tudo debaixo de um único olhar. As fotos realmente não lhe fazem justiça.

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Estivemos a conversar com os vigias da torre uns minutos, sobre os incêndios e a vida que levam num local daqueles, e descemos o estradão até nos cruzarmos com o trilho do Stress Off.


Estávamos com a moral em alta das vistas e da descida e nem pensamos duas vezes em subir à senhora do minho por um trilho marcado a descer para uma prova de freeride SMILEYS_EISH SMILEYS_EISH

 

Gonber: Só com uma grande dose de loucura volta a fazer aquilo! Mas para isso não é preciso muito: quando é a próxima subida!?

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Neste trilho não existia calçada.. ai o que nós suspiramos por uma calçada com pedras redondinhas e presas. Pelo menos andar era suportável, mas aqui??? Era pedaços de piso razoável intercalado com grandes extensões de viveiros de pedra. Não foram bem as 7 maravilhas, que se votam hoje, foram mais as 7 pedras macacas, era a pedra redonda, a pedra bicuda, a pedra grande, a pedra ainda maior, a pedra solta, a pedra lisa e a pedra rolante. Pedra para todos os (des)gostos.

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Entre pragas, escorregadelas, umas paragens para reforço, outras para fotos aos garranos fomos subindo e quando demos conta estávamos no planalto da Sª do Minho.


Muitas horas a pedalar, muitos quilómetros a andar, e estávamos cá em cima. Deixo apenas as fotos. Não quero estragar as memórias que tenho com palavras desajeitadas.


Gonber: Chegar lá a cima foi realmente bom. Não fosse a cãibra mesmo à chegada do marco da GLÓRIA que me obrigou a parar em plena calçada perfeitamente humanizada!

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Lá de cima via-se Cerquido e o trilho que nos devia levar ao longo da encosta sul da serra da Arga até Montaria. Não parecia nada de especial depois do que tínhamos sofrido a subir.

 

Desta feita, coloquei o outro trilho dos Rampinhas para descermos até Montaria. Já afiava os dentes enquanto percorria o caminho de volta a pensar no que ia gozar da descida :D


Quando começamos a descer, imaginem o que nos surge debaixo das rodas?? Sim pedra Rolling Eyes mas de qual?? Outra bela de outra calçada Shocked e com autênticos pedregulhos. Com água a correr em cima do granito, foi um exercício de equilibrismo chegar até Arga de Cima sem um espalhanço. Mas conseguimos, com o selim bem cá em baixo, foi-se descobrindo a melhor linha entre os penedos. Mas conseguimos baixar ainda mais a média horária Mr. Green


Esta descida, depois de a conhecer e saber com o que se conta deve dar para atingir níveis de adrenalina jeitosos. humm...

 

Gonber: Descida? Qual descida? Aqui custou mais do que subir. Principalmente para mim que não estou ainda habituado a terrenos tão acidentados! Valeu pelo mini-curso de DH que o Brave me deu! Laughing

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar


Já eram cerca de 2 da tarde. Precisávamos de reforço, especialmente de água. Perguntamos e disseram que cafés só em arga de baixo o que implicava voltar atrás. Decidimos seguir. Fomos por estrada até Cerquido onde cafés também não há. Mas indicaram uma bica onde pudemos refrescar o corpo e encher os camelback.

 

Gonber: Há água bem dita. Vem em meu auxílio! Quero lá saber de onde vem esta água! Sabe bem. Sabe a paraíso. Encharquei-me, chapinhei, bebi, comi, tive prazer com esta bica!

 

Logo a seguir, as ultimas rampas antes de entrarmos no trilho que contorna a encosta e vai descendo até Montaria. Com alguma pedra solta aqui e acolá mas perfeitamente ciclável. Um sonho 8)


Gonber: Depois da tal fonte andámos um bocado por estrada. Tudo me parecia melhor e já ansiava pelo conforto da civilização quando vejo o meu cartógrafo a apontar de novo para os trilhos! Não, não!!!! Pronto ok, lá vamos nós outra vez! Mais pedras, mais pó, mais calor, mais subidas,... SMILEYS_HAMMER

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Chegamos a Montaria e encontramos um oásis, quer dizer um café Mr. Green umas sandes de presunto uma cervejinha gelada ( não tinham preta Evil or Very Mad ) e arrancamos para a parte final do percurso. Decisões. Ou seguíamos sem perder altitude na direcção de Dem ou descíamos para o pincho. Como eu andava com umas ganas de lá ir à algum tempo, descemos, até ao pincho onde deu para refrescar o corpo.

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

Clique para Ampliar

 

O mal do pincho, é que depois temos de subir de novo. Chegamos à nacional e pedalamos em direcção a Orbacém. Ficamos a hesitar entre subir a Dem conforme o plano original e voltar a descer para Caminha, mas o cansaço e o massacre já eram suficientes para um dia só. Decidimos seguir por estrada até Vila Praia de Ancora onde eu fiquei e o Gonber de lá seguiu ao longo do mar até Caminha.

 

Foram 57 km para mim e penso que cerca de 80 para o Gonber.

 

O percurso é duro. Não é impossível mas faz-se respeitar. Foi a primeira vez que pedalei por esta zona, e a noção com que fiquei do relevo e do terreno dá-me agora possibilidades de fazer escolhas diferentes que possibilitem desfrutar na mesma do local mas por trilhos menos agressivos e mais cicláveis.


Algumas horas depois de chegar, já estava às voltas com os tracks e o google a procurar o trilho perfeito. Hei-de encontrá-lo.

 

Gonber: Um conselho: não sigam este track! Twisted Evil Não agora a sério: este é um trilho que eu considero bastante duro e se calhar perde-se parte da paisagem graças ao cansaço. Não sejam tão ambiciosos e aproveitem a companhia dos garranos! Mas é para isto que servem os reconhecimentos não é verdade: imagino o que seria levarmos 20 pessoas! Muito obrigado Brave pelo convite! É sempre bom pedalar com a tua companhia. Sempre que vieres avisa! Com certeza este será um programa a repetir!

 

Um grande obrigado ao Gonber que foi excelente companheiro SMILEYS_CLAP SMILEYS_CLAP

Boas pedaladas,

 

Bravellir

 

Publicado originalmente no forumbtt.net

 

 

Adicione o seu comentário

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_CHONEHSMILEYS_EISHSMILEYS_HAMMERSMILEYS_CLAPSMILEYS_ROTFLSMILEYS_YEAHSMILEYS_ZEZUSSMILEYS_NO1SMILEYS_CADEIRADASMILEYS_SORRYSMILEYS_EXACTOSMILEYS_PALHACOSMILEYS_PALHACO1SMILEYS_PALHACO2SMILEYS_PALHACO3
O seu nome:
Título:
Comentário:
  A palavra para verificação. Apenas caracteres minúsculos e sem espaços.
Verificação: